Minimalismo: mais do que um estilo de decoração.

alt

Foto:Site Stuff

Movimentos como o minimalismo defendem a máxima de que "menos é mais". Com o planeta enfrentando tantos problemas ambientais, políticos e econômicos, o que podemos fazer para melhorar o lugar onde vivemos, consumindo menos e aprendendo a viver apenas com o essencial? O minimalismo na decoração pode, e deve, ser mais do que seguir uma tendência de estilo, e sim uma mudança de comportamento ao entendermos que a valorizar o que realmente é importante é mais do que o suficiente, é maravilhoso!

Para decorar sua casa no estilo minimalista.

Uma rotina com muitas tarefas e pouco tempo para executá-las ainda é realidade da maioria. Se passamos pouco tempo em casa, devemos aproveitar esses momentos com qualidade. Considerando que o comportamento minimalista preza pelo o essencial, na decoração os elementos são poucos e imprimem a personalidade de seus moradores. E já que nesse contexto a ideia é abrir mão do que não é fundamental, os poucos móveis e elementos ganham destaque através do design e acabamentos, o que por sua vez já fazem a composição de uma bela decoração. Peças como uma bancada, uma luminária ou um maxi quadro, por exemplo, tornam-se os principais elementos da decoração. Assim, você não precisará de mais objetos decorativos ou acessórios extras para deixar o ambiente bonito.


Neste quarto, a parede de cabeceira é o destaque. E o design dos pendentes, camas e mesinhas laterais são discretos e lindos o suficiente para compôr com elegância e enfatizar o destaque do painel de madeira.


Neste loft em Nova Iorque, a bicicleta como decoração na parede segue a ideia de dar destaque ao que tem funcinalidade

Organização e consumo consciente

A decoração escandinava por exemplo, segue as premissas do estilo minimalista. Para valorizar a função de cada móvel dentro do espaço, além de deixá-lo mais organizado, uma boa opção é substituir armários por nichos, araras e prateleiras. Com menor quantidade de objetos e portanto menos volume, é possível deixá-los à mostra, dispensar aquele monte de armários e dar lugar de destaque aos objetos de uso diário e no ambiente.


Quanto mais consciente for seu consumo, menos armários você precisará. Acredite!


Menos armários, mais nichos e prateleiras. Mais do que suficiente! ;)

Essencial pra você

E quando você consegue abrir mão do supérfluo em busca do que "verdadeiramente é importante", você consegue abrir espaço (literalmente, no caso do seu projeto de interiores) para realizar vontades que são essenciais para você e que não necessariamente segue o padrão da decoração "de revista" que diz que você precisar ter uma sala com sofá, pufe, mesa lateral e aquela composição mais tradicional. Já pensou por exemplo em ter um balanço na sua decoração ou uma rede na sua sala?


Porque descansar numa rede pode ser muito mais relaxante que um sofá

Se você adorou a ideia de desapego para ter mais espaço e tempo pra você, procure os profissionais da Plin para alcançar sua decoração minimalista.

Escrito por: Andressa Monteiro e Liv Arraes.

© 2016, Plin, Todos os direitos reservados.